Sexo entre gays: como tornar mais seguro

gay

sexo entre gays é um tabu repleto de mitos e preconceitos. São muitas as dúvidas que pairam a prática, dentro e fora da comunidade gay. Muitos desses mitos caem por terra pelo bem da verdade.

Conforme o assunto ganha visibilidade e é debatido, o imaginário público vai ganhando tons mais realistas. Afinal, o sexo entre gays é uma prática tratada às escuras, de forma inibida e recheada de discriminações.

Para saciar algumas dúvidas e conferir verdade às equivocadas crenças populares, vamos desvendar um pouco mais das quatro paredes do sexo entre gays.

Muitos têm dúvidas quanto à procedência do ato e sua fama de ser doloroso. Outros não fazem uma boa distinção quanto aos títulos, muitas vezes precipitados, de ativo e passivo.

O tema, cercado de tabus, é alvo de muitas controvérsias. A maior delas é o sexo anal.

Embora os homens possuam muitas zonas erógenas para a troca de prazeres entre si, o sexo anal é a prática símbolo da homossexualidade. Quando o assunto é sexo entre gays, é sobre ele, o sexo anal, que nutrimos nossas maiores dúvidas.

É seguro? Como torná-lo seguro? Quais as posições mais comuns? As mais confortáveis? E as mais indicadas para os principiantes? Como iniciar a vida sexual com um homem, uma vez identificada sua sexualidade?

Essas e outras questões rodeiam e plantam dúvidas na sociedade, tanto nos membros da comunidade LGBTQ+ quanto na população hétero.

É importante ressaltar que o receio é completamente normal para aqueles que estão iniciando a prática. Os homens que se identificaram como homossexuais, mas nunca praticaram o ato, ficam aflitos e infectados pela demonização propagada sobre o tema. Por isso, nos propomos a esclarecer algumas questões comuns e ofertar dicas aos iniciantes ou experientes.

Consentimento

É importante destacar que em qualquer relação sexual, seja qual for a natureza, é preciso se sentir confortável para desempenhá-la.

O princípio desse desempenho é o consentimento, que deve e precisa, dessa forma, ser de comum acordo de ambas as partes.

Essa é a dica principal para uma prática segura do sexo gay. É o primeiro passo para uma penetração tranquila e menos amedrontadora, como costuma ser nas primeiras experiências.

Conhecimento

Conheça seu corpo. Para tornar o sexo um ato prazeroso, temos que conhecer nosso corpo. Assim como para realizarmos um sexo seguro, precisamos nos educar sexualmente.

Esses planos andam lado a lado quando tratamos de sexo entre gays. A educação sexual entre os meninos é limitada e carregada de intolerâncias e hostilidades.

Os meninos crescem receosos de tocar algumas de suas zonas erógenas como o ânus e, consequentemente, a próstata. O homem, tanto hétero quanto homossexual, pode obter imensa satisfação e experimentar grande gozo através da estimulação certa do ânus.

Estimulação

Nesse âmbito, vale dedos, línguas, pênis ou o que mais a imaginação permitir, contanto que seja seguro. Não é indicado inserir objetos, por exemplo, no reto. Eles podem carregar bactérias e acarretar efeitos nocivos ao ânus.

Para isso, é importante estar seguro da estimulação, tomando conhecimento de como incitar os prazeres dessa região masculina. De acordo com o comentado, o toque correto da próstata é essencial para despertar a libido no sexo entre gays.

Para isso, você deve estar munido do conhecimento sobre a anatomia do ânus e onde, a princípio, se localiza a próstata. Parece bobo, mas o assunto é tão reservado que poucos homens sabem identificar e localizá-la.

Com a instrução correta, você se sentirá mais seguro a praticar sexo com seu parceiro de forma prazerosa e necessariamente confortável. Afinal, a primeira reação ao ter algo introduzido no ânus é a contração.

Para relaxar, é importante ter um diálogo aberto com o companheiro e dividir suas aflições. Juntos, descobrirão as peças centrais do prazer a dois.

Por fim, a experiência e a troca de intimidade se encarregam de apontar novos meios de excitar a região e até mesmo posições para melhor acariciá-la. Para facilitar essa introdução, seja ela ou não de primeira viagem, você poderá contar com um aliado.

Lubrificação

O ânus é uma área que não possui lubrificação natural. Portanto, para que não machuque ou haja alguma contrariedade incômoda, é importante investir em lubrificantes à base de água.

Não tenha constrangimento em consumi-los. Eles serão seus melhores aliados para uma relação sexual confortável e livre de ferimentos. Lembre-se: jamais insira produtos inadequados no ânus, sejam óleos, sabonetes, cremes ou detergentes.

Os lubrificantes para sexo entre gays devem ser adequados e seguros para a região. A devida lubrificação também evita o alargamento dos músculos anais, fazendo com que ele volte ao seu tamanho normal.

De maneira geral, o respeito consigo e com o corpo do parceiro é uma parcela vital para um sexo entre gays seguro.

Proteção

Como visto, é de suma importância ser cauteloso na penetração do ânus, principalmente por ele estar mais sujeito às doenças sexualmente transmissíveis.

Muitos ainda acreditam que só gays contraem HIV, o que é um equívoco crítico e preocupante. Tanto homens quanto mulheres, de todas as sexualidades, podem contrair HIV. O que inclui os homens homossexuais e bissexuais.

Para uma relação prazerosa, que passe pelo pênis, ânus, saco escrotal e outras partes, é importante estar atento à proteção. Conheça o histórico do seu parceiro, solicite e realize exames regulares e use camisinha. Essa, antes de todas as dicas anteriores, é a fração central para um ato sexual saudável.

Limpeza

Se você pretende estimular seu parceiro com os dedos, certifique-se de que as unhas estejam limpas e cortadas.

A higiene e corte corretos pretendem evitar contaminações e mesmo acidentes com arranhões e outros desconfortos na carícia e penetração.

O mesmo vale para a higienização peniana. Quanto à limpeza do ânus, esse artigo ensina passo a passo como fazer a chuca de forma correta e segura.

Considerações finais

O sexo entre homens pode tornar-se mais seguro com a cautela e respeito apropriados para qualquer ato sexual.

A conversa, a compreensão e o conforto são os elementos primordiais para isso. Com o devido relaxamento, estimulação, lubrificação e proteção, o sexo entre gays será não apenas seguro, mas prazeroso.

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Anúncios
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Fazer sexo pela manhã atrasa o envelhecimento!

sexo1

Ter relações sexuais pela manhã não é algo muito comum, porém pode trazer vários benefícios para a saúde, como por exemplo atrasar o envelhecimento. As informações são do Irresistível.

Existem estudos que mostram o quão conveniente o sexo pela manhã pode ser. A Universidade de Queen, com seus diferentes estudos, afirma que ter relações sexuais no momento que acordar é bastante benéfico para o corpo, pois ajuda a queimar calorias, melhora o humor, melhora as defesas, atrasa o envelhecimento e em especial é benéfico para o coração.

É importante saber que o envelhecimento não se trata apenas das rugas visíveis, mas também de uma série de consequências que podem ocorrer dentro do corpo humano, porque os seus órgãos também estão envelhecendo.

Esta atividade física matutina é bastante benéfica para melhorar a qualidade de vida das pessoas que a praticam. O sexo é classificado como uma das atividades fisiológicas que mais influenciam o humor das pessoas, bem como o seu próprio bem-estar.

É importante saber que a satisfação sexual e todos os benefícios da relação sexual não estão associados a nenhuma idade específica e podem funcionar mesmo no caso dos idosos, embora obviamente a sua atividade possa variar de acordo com o estado em que a pessoa se encontra.

Benefícios do sexo pela manhã para atrasar o envelhecimento

Endorfinas: o sexo é uma das atividades físicas em que mais calorias são queimadas, e se for feito durante as primeiras horas da manhã, as endorfinas serão liberadas e, portanto, haverá uma maior ativação do metabolismo, o que consequentemente fará com que as atividades do dia queimem mais calorias; além disso, você terá toda a energia necessária para realizar suas tarefas.

Antidepressivo: a Universidade Estadual de Nova York realizou um estudo que determina que as mulheres que fazem sexo pela manhã são menos vulneráveis à depressão.

Diminuição da dor: pode ajudar a reduzir enxaquecas e dores crônicas causadas pela artrite.

Reduz os ataques cardíacos: fazer sexo matinal ajuda a ativar a circulação sanguínea e baixar a pressão arterial, o que se reflete na redução do risco de ataque cardíaco.

Auto-estima: fazer sexo durante as primeiras horas do dia ajuda a aumentar a confiança e a segurança. Em diferentes estudos, os sexólogos chegaram à conclusão de que o sexo é uma excelente terapia para superar complexos e assim aumentar a autoestima.

Endometriose: fazer sexo pela manhã pode te ajudar a prevenir a endometriose.

Testosterona: fazer sexo pela manhã aumenta os níveis de testosterona nos homens, o que ajuda a fortalecer os ossos e, portanto, a evitar a osteoporose.

Diabetes: o sexo pela manhã também reduz o risco de sofrer com diabetes.

Defesas: ter relações sexuais matinais fortalece e aumenta os anticorpos, ajudando a prevenir diferentes infecções e vírus.

Estrogênios: quando você faz sexo, é provável, ou pelo menos deveria ser, que atinja o orgasmo, que consequentemente libera e aumenta os estrogênios que ajudam a cuidar do cabelo, da pele e das unhas, e é por isso que relações sexuais pela manhã fazem com que você fique mais atraente durante todo o resto do dia.

Músculos e articulações mais fortes: o sexo matutino fortalece seus músculos e suas articulações.

Queima calorias: por se tratar de um exercício físico, calorias são queimadas, o que consequentemente irá te ajudar a perder peso e se manter em forma. Estudos demonstram que mais calorias são queimadas durante o sexo pela manhã, chegando a 300 calorias queimadas por hora.

Oxitocina: quando você faz sexo nas primeiras horas do dia, o seu corpo gera um hormônio chamado oxitocina, o que ajuda a reduzir o estresse e aumentar a alegria e o bom-humor, para que assim possa ter um dia melhor, o que irá retardar o seu envelhecimento.

Prazeroso: a manhã não é o momento mais comum e nem o melhor, mas sim é bastante agradável, pois é o instante em que os homens estão com seu nível mais alto de testosterona, o que se refletirá na duração e resistência das relações. Então, como você pode ver, não só serve para atrasar o envelhecimento, como também para ficar mais bonita.

Este é um artigo informativo, nunca se esqueça de consultar o seu médico, que é quem tem mais propriedade para determinar o que é e o que não é o melhor para a sua saúde.

Além de sentir muita emoção e prazer, você também estará contribuindo para a sua saúde.

Lembre-se de que o envelhecimento sempre será um processo totalmente natural e que não precisa ser ruim, mas sempre haverá pequenas dicas e conselhos que podem te ajudar a atrasar um pouco – e o mais importante, manter a sua saúde em boas condições por mais tempo

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Mulheres lésbicas gozam mais. O que há de errado com os casais héteros?

lesbicas

A sexualidade lésbica infelizmente ainda é tratada por muitos como um fetiche e um tabu ao mesmo tempo. Piadas movidas por homofobia ainda são comuns quando, na realidade, elas estão muito mais felizes sexualmente do que a média (hétero) da população.

O instituto de pesquisa inglês Kinsey, focado em pesquisas sobre sexualidade, decidiu comparar as taxas e satisfação sexual entre pessoas heterossexuais e homossexuais.

Enquanto homens gays e héteros apresentaram praticamente a mesma chance (85%) de atingir o orgasmo, entre as mulheres a discrepância foi grande. Mulheres lésbicas atingiram o orgasmo em 75% das relações sexuais durante o período analisado, enquanto mulheres héteros chegaram lá em apenas 65% das relações com seus companheiros.

Homens não sabem que elas não estão gozando

Talvez seja a forma de encarar a relação sexual. De maneira geral, o tipo de sexo praticado por mulheres lésbicas e héteros é diferente e envolve diferentes fatores psicológicos e físicos.

No sexo heterossexual, espalhou-se a ideia de a penetração é o “ato principal” da relação, enquanto o sexo oral e a masturbação da mulher seriam apenas preliminares. Na vida real, porém, apenas 25% das mulheres conseguem atingir o orgasmo com a penetração, muito diferente do que é retratado nas “rapidinhas” dos filmes românticos e na pornografia. Isso significa que pouquíssimas mulheres conseguem ter um orgasmo vaginal com seus parceiros.

Como resultado de várias pressões (para seguir o ritmo do parceiro e gozar junto, por exemplo), muitas mulheres acabam fingindo o orgasmo através da penetração para não desapontar seus parceiros, pois ficam constrangidas de falar que não sentem prazer desta forma ou que demoram mais para chegar ao orgasmo.

Mas, se os homens não sabem que elas não estão gozando com a penetração, logo eles também não se dedicam tanto a outras formas de dar prazer às suas companheiras.

Mulheres têm orgasmos mais complexo

Já nas relações lésbicas, embora a penetração seja uma possibilidade com mãos, dedos, língua e um zilhão de diferentes brinquedos, ela não necessariamente está no centro da relação sexual. O melhor conhecimento sobre as regiões erógenas femininas também facilita o processo de dar prazer às parceiras.  Afinal, o clitóris feminino tem muito mais terminações nervosas do que o pênis, o que torna o orgasmo das mulheres relativamente mais complexo.

Além disso, sexo oral, carícias e o prazer através de diferentes partes do corpo, geralmente não são encarados como preliminares. Termo esse – preliminar – que se pararmos pra pensar, não faz o menor sentido. Tudo é sexo e tratar a relação com carinho e desejo do início ao fim, deveria ser uma regra universal.

Sexo é aprendizado constante

Pessoas homossexuais e bissexuais são forçadas a quebrar paradigmas todos os dias. Homens e mulheres héteros, porém, podem ter dificuldade em reconhecer que nem tudo o que está na “cartilha” da sexualidade hétero funciona para todo mundo.

Se você é mulher hétero e se identifica com os dados acima, talvez seja hora de trocar uma ideia com o parceiro, sem culpa. Já se você é o homem da relação, talvez seja hora de rever algumas certezas e perguntar se sua companheira gostaria de tentar outras técnicas e sobre como ela lida com o orgasmo.

Nada de levar a discussão para o pessoal, afinal sexo é um aprendizado constante que envolve muita empatia. Você é hétero? Bi? Gay? O que achou desta discussão? Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: Uol

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Publicado em Sem categoria | 3 Comentários

Como convencer o parceiro a fazer um ménage?

 

como-convencer-o-parceiro-a-fazer-um-menage-1

Hoje em dia, existem diversos fatores que contribuem para que um casamento acabe, seja falta de tempo, de amor ou por simplesmente não experimentarem novas experiências. As mulheres infelizmente são as que mais sofrem com o término. Hoje vamos te ensinar como convencer o parceiro a fazer um ménage.

Ter um casamento feliz ao lado de um parceiro que a ama é o sonho da maioria das mulheres, mas nem sempre é assim que os casamentos prosseguem. Muitos acabam por falta de intimidade entre os parceiros. Saber apimentar a relação é uma ótima maneira de manter a chama do casamento – e principalmente do sexo – acesa.

As mulheres ainda sentem muita dificuldade de discutir com o parceiro os seus desejos e fantasias na hora do sexo. Muitas, inclusive, acabam se reprimindo e deixando esse aspecto de suas vidas para segundo plano. Isso não é nada legal, pois quanto mais apimentada for a relação de um casal, melhor será a vida sexual deles e, consequentemente, melhor será o casamento.

3 dicas infalíveis de como convencer o parceiro a fazer um ménage

Existem algumas dicas infalíveis para você aprender como convencer o parceiro a fazer um ménage.

Ter vergonha de ter tido um desejo diferente em relação ao seu parceiro é a maior perda de tempo. Acredite: não é só você que experimenta coisas diferente na hora do sexo com o parceiro.

Pode ser que você encontre um pouco de resistência da parte dele sobre a ideia de ter uma terceira pessoa no meio do relacionamento. Vá aos pouquinhos, converse com ele, exponha suas vontades, demonstre interesse em salvar o casamento, diga que pode ser uma experiência interessante para o casal.

Confira algumas dicas bem legais que separamos para você convencer o seu marido a ter essa experiência com você.

1 – Demonstre segurança

Um dos maiores impedimentos que um casal tem na hora de experimentar um sexo a três é ter ciúmes. O ciúmes traz insegurança para o casal, pois ninguém gostaria de perder o parceiro para uma pessoa desconhecida.

Portanto, esse é uma das principais dicas para convencer o seu parceiro a fazer um ménage: demonstre a ele que você é uma pessoa forte e segura do amor que sente por ele.

Saber como convencer o parceiro a fazer um ménage precisa envolver segurança e clareza nas ideias.

Você precisa deixar claro quais são suas intenções, que seu desejo é inteiramente sexual e que você o ama acima de tudo. Se a sua relação estiver baseada na confiança e no amor, não tem como nada dar errado.

Se você demonstrar alguma insegurança, saiba que esse pode ser o divisor de águas para que ele não aceite experimentar com você essa nova experiência.

   2 –   Deixe a escolha por conta dele

Não importa se o seu desejo de fazer um ménage envolve outro homem ou mulher. Para o seu companheiro ter mais segurança, deixe ele fazer a escolha da terceira pessoa.

Ele vai se sentir mais dono da situação. Se a sua vontade é de incluir outro homem na experiência e ele escolheu uma mulher, fale com jeitinho, demonstre novamente segurança na sua escolha, diga que você o ama.

Em um primeiro momento é até muito interessante, de repente, você aceitar a escolha dele, mesmo que ele tenha escolhido uma mulher e você queira um homem.

Quem sabe a experiência não é incrível e você pode convencê-lo a aceitar sua escolha da próxima vez?

3 – Estimule as suas fantasias

Você pode ter achado um pouco complicado o caminho de como convencer o parceiro a fazer um ménage, mas acredite: vale a pena tentar. Tudo é válido quando o objetivo final é fazer com que o casal se torne cada vez mais feliz.

Essa última dica, sem dúvidas, é uma das principais nesse processo de convencimento. Os homens são inundados de fantasias sexuais e, ao contrário das mulheres, eles não encontram dificuldades em realiza-las.

Você pode usar isso a seu favor. Comece com pequenas conversas sobre o assunto e, quando tiver a oportunidade, proponha uma aventura dessas com ele.

Não desanime se no primeiro momento ele se posicionar negativamente em relação a esse tipo de experiência.

Estimule aos poucos a sua criatividade sexual, faça-o imaginar situações onde a pessoa que está fazendo sexo com outra pessoa seja você mesma. Não economize nas demonstrações de carinho.

Experimente falar ao pé do ouvido as suas fantasias e, assim que possível, coloque uma terceira pessoa na cena.

Assistir a filmes eróticos juntos pode ser um bom começo para o desenrolar de uma conversa como essas e pode ser o primeiro passo para a realização dessa fantasia.

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Sexo no banho: dicas para tornar prazeroso

Sexo-no-banho-1

Sexo no banho pode ser uma aventura a dois. Mas para apimentar a relação e sair da rotina, devemos conhecer um pouco melhor essa prática.

A princípio de tudo, o casal deve compreender que a fantasia pode não ser como retratada nos filmes. Isto é, podem acontecer acidentes, desconfortos e alguns micos.

É para desmistificar essa idealização e prevenir os eventuais imprevistos que se faz importante uma visão mais realista sobre sexo no banho.

É natural que o casal queira investir em posições variadas e fantasias sexuais inusuais para apimentar a relação. Sexo no carro, na cozinha e em cômodos e lugares não convencionais são aventuras em casal.

Para isso, as fantasias podem servir bem para estimular a libido do casal e despertar no parceiro sexual algo fora do cotidiano. Essa é a palavra-chave: o tempero, quando o assunto é sexo no banho, é a quebra do convencionalismo.

Contudo, devido a ser uma fantasia muito reproduzida em filmes, sua prática foi romantizada e, podemos mesmo dizer, simplificada. O momento serve para alinhar o casal e atiçar a intimidade, mas devemos nos ater à realidade.

Muitos casais, durante o anseio de movimentar a vida sexual, podem se iludir com o retrato da fantasia e se desapontar.

Para evitar o sentimento de falha, separamos oito dicas parar descomplicar o sexo no banho do modo correto. Oferecemos uma visão prática e que pode servir para uma primeira experiência ou para treinos prazerosos. Afinal, a prática leva à perfeição.

Dicas de sexo no banho

Bom humor

Essa é a dica principal: bom humor.

O sexo no banho é indicado principalmente para casais que já possuem uma intimidade prévia. Afinal de contas, a primeira experiência de sexo no banho pode ser divertida, mas também um pouquinho desastrada.

Para que a fantasia seja praticada de maneira confortável e à vontade, é importante que o casal esteja preparado para rir. As primeiras vezes, como sabemos, podem ser desengonçadas e, consequentemente, engraçadas. Nem tudo será coordenado e experiente como vemos na ficção.

O sexo no banho pode ser praticado entre relações casuais, igualmente, contanto que ambos estejam tranquilos e seguros disso e do restante. Para isso, devemos seguir as próximas dicas.

Segurança

Para o sexo no banho ser prazeroso, mais do que técnica, é necessário segurança. A prevenção de acidentes deve ser tomada, afinal, o chão escorregadio pode representar um risco em potencial.

Para isso, é possível investir em suportes para as paredes do banheiro, como barras e alças. Uma dica simples, acessível e barata são tapetes feitos de borracha. Eles tornam o chão menos escorregadio e previnem possíveis incidentes risíveis ou dolorosos.

 Lubrificante

Ao contrário do que muitos casais de “primeira viagem” tendem a acreditar, os produtos como xampus e sabonetes não servem como lubrificantes. Estes produtos, como condicionadores, podem provocar infecções e prejudicar a saúde vaginal.

A água tampouco poderá substituir a lubrificação. Mesmo com os corpos encharcados pela água do chuveiro, o lubrificante se faz indispensável.

Ainda que os lubrificantes possam ser produzidos com base de água, a água do chuveiro não serve para lubrificar. O ideal é que a vagina seja lubrificada de maneira natural para que não haja desconforto na penetração de dedos, pênis ou dildos.

Assim, o sexo no banho se tornará uma experiência prazerosa, sem os incômodos e atritos da fricção seca.

Espaço

A área do box pode não ser muito espaçosa. Sabemos disso. Ela é desenvolvida pensando em banhos individuais, e não projetada para sexo no banho. Por isso, as posições para penetração e sexo oral podem ser um pouco limitadas.

Por mais convidativo e aconchegante que o ambiente vaporoso e quente possa parecer, é preciso noção de espaço. Nessa hora, os testes e provações diversificadas são bem-vindos para decidir a posição mais adequada ao casal.

Uma dica adicional é optar pelo sexo no banho durante as estações quentes. Assim, nenhum dos dois baterá o queixo de frio enquanto o outro está embaixo da água quente. O verão, dessa forma, pode ser um conciliador ideal para manter o clima romântico do sexo no banho.

Temperatura

Como pontuamos, o banheiro pode ser um ambiente aconchegante e ardente para apimentar a vida sexual. Mas fique atento para que a água não seja tão ardente assim.

Quando o clima esquentar, o calor do corpo aumentará e a temperatura poderá se tornar desagradável. Quando as coisas esquentarem, procure ajustar a temperatura da água e evitar sufoco e quedas de pressão.

Camisinha

A camisinha é um elemento indispensável para o sexo no banho, bem como para aventuras em qualquer cômodo, local e circunstância.

Para prevenir a gravidez e as doenças sexualmente transmissíveis, não podemos jamais negligenciar a importância do preservativo. Contudo, embora deva ser usado durante o sexo no banho, a camisinha pode se tornar um bocado desconfortável para a penetração.

Isso porque a água do chuveiro tende a diminuir a lubrificação contida no produto. Além disso, para não tornar o ato escorregadio, é indicado vestir a camisinha antes de ligar o chuveiro.

Isto é, por mais animado que o casal esteja, é recomendado colocar a camisinha com o pênis seco.

Menstruação

As mulheres tendem a ficar com os hormônios aflorados durante o período menstrual. Esse fato pode aumentar a libido feminina. Por outro lado, muitos casais não se sentem à vontade para transar durante a menstruação.

O sexo no banho pode ser uma alternativa para aproveitar e intensificar o prazer nesses períodos. Os casais têm a oportunidade de se sentir mais confortáveis com essa saída sem precisar se privar dos momentos de intimidade.

Como adicional, o sexo no banho pode mesmo driblar o receio do sexo oral naqueles dias.

Banheira

A banheira é uma alternativa ao chuveiro. Para alguns, pode ser mais convidativo para climatizar o sexo no banho. O uso de velas aromáticas e afrodisíacos são complementares para o momento a dois.

O investimento pode esquentar o clima e torná-lo mais romântico para a quebra de rotina. Ensaboar o parceiro também pode ser uma preliminar para libido. A intimidade do toque sensual pode apimentar o momento a dois e tornar tudo mais gostoso.

Considerações finais

A lição final é de que sexo no banho exige experiência e cuidados extras. A prática é o segredo!

Fonte: Tudoela

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Posições Sexuais para Lésbicas

lesbicas

A Cosmopolitan é a maior publicação para mulher do mundo inteiro. Não é para menos, ela está presente em diversos países e aqui mesmo no Brasil ela ganha o título de Nova. E basta acompanhar as capas nas bancas de jornal para ver que dentro dela diversas dicas das mais diversas de sexualidade, como dar e oferecer prazer são oferecidas (sexo oral, anal, ménage, etc…). Apesar de tudo isso, uma lacuna até então a publicação tinha: ela não falava para as mulheres homossexuais ou que tivesse atração em pessoas do mesmo sexo.

Para quebrar mais este tabu, a Cosmopolitan acaba de criar o Kama Sutra para Lésbicas, um guia com 28 posições sexuais para lésbicas, bissexuais, pansexuais – ou todas as mulheres que gostam de transar com mulheres. No guia, você se depara com nomes engraçados e típicos do Kamasutra, como “a ponte para a cidade do prazer”, “o salão de cabeleireiro quente” (como assim?), “o triângulo das bermudas” e “tête-à-tête tântrico”. Tudo com ilustrações bem feitas e com explicações didáticas. Apesar do assunto ser novo, o espírito da matéria é o mesmo das outras: seus editores continuar o seu compromisso de incentivar o sexo e garantir que todas as mulheres – não importa qual opção sexual seja – tenha acesso a informações para melhorar seus momentos íntimos.

Apesar do MHM ser uma publicação masculina, temos que apoiar e elogiar ações como estas, que abrem a mente das publicações tentando enxergar as mudanças que o mundo oferece. Confira abaixo as imagens do guia ilustrado e indique para aquela sua amiga que curte outras garotas.

transferir-11-

 PAPAI E MAMÃE COM CONSOLO

transferir-1-

A PONTE PARA A CIDADE DO PRAZER

transferir-3- COBERTOR QUENTE

 

transferir-6- (1) COLHER SENSUAL

transferir-8- CLÁSSICO 69

transferir-17-

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Como fazer um bom striptease: 8 dicas para você arrasar!

striptease-dicas-810x540

É legal lembrar que fazer um bom striptease não é apenas um agrado para o seu parceiro. É uma forma de estreitar os laços de intimidade.

Para os homens – que se excitam muito com a visão – a ideia de assistir suas parceiras fazendo um striptease é bastante excitante, por mais que possa soar estranho e até um pouco engraçado para algumas mulheres.

Essa dança sedutora teve origem nos Estados Unidos, em 1917, de uma forma no mínimo inusitada: uma atriz, preocupada com os custos de manutenção do seu figurino, despretensiosamente, tirou a gola do seu vestido, levando os homens da plateia à loucura. Diante da reação calorosa, ela continuou a se despir, criando essa performance tão amada pelo público masculino.

Mas se por um lado essa prática é um dos melhores jeitos de excitar um homem e criar um clima erótico entre o casal, por outro, fazer um bom striptease não é tão simples assim. É preciso uma boa dose de autoconfiança e certa expertise para estimular todos os sentidos do seu parceiro a cada peça de roupa tirada.

1. Treine antes

Um bom striptease envolve dança sensual, contato visual e técnicas para tirar a roupa de forma provocante. Portanto, se você nunca fez isso antes, é aconselhável treinar para adquirir um pouco de prática.

A dica é simular a apresentação na frente do espelho. Assim, você pode ver como saem os movimentos e feições, o que lhe deixará mais segura na hora H.

Também é importante para pegar mais desenvoltura e controle corporal.

2. Prepare o ambiente

O grande intuito do striptease é provocar e para isso, é importante criar uma atmosfera de sedução e sensualidade.

O striptease pode ser feito em casa, mas alguns motéis oferecem quartos com pole dance, cadeira erótica e outros acessórios que podem ser bem úteis na hora do strip.

Você pode deixar o ambiente a meia luz, mas a iluminação deve ser suficiente para que seu parceiro possa vê-la, obviamente. Você pode deixá-lo na cama ou sentado em uma cadeira, com as mãos livres ou amarradas. Coloque uma música ambiente sensual e envolvente.

3. Escolha uma música sensual

A música é essencial para fazer um bom striptease. Ela é um elemento de suma importância e deve ser escolhida de acordo com o que melhor se conecta a você e ao seu parceiro.

Ela deve ser suave e envolvente para que nunca se sobreponha a você, mas ao mesmo tempo deve ter as batidas bem marcadas para ajudar a sincronizar com os movimentos da dança e da roupa caindo.

4. Use a estratégia para escolher o que vestir

A escolha da lingerie que você vai usar no momento do striptease deve ser pensada estrategicamente. Nunca use peças com as quais você não se sinta segura ou à vontade. Escolha uma lingerie matadora, mas que tenha a ver com a sua personalidade e ressalte os pontos fortes do seu corpo.

Além disso, é interessante usar algo além da lingerie para fazer o jogo de provocação do “mostra e esconde”. Comece a dança usando um sobretudo, robe ou camisola sensual para aumentar o mistério e deixar seu parceiro ainda mais excitado.

Outra dica é usar sapatos de salto alto, visto que eles melhoram a postura e fazem parte do imaginário masculino, assim como meias 7/8, cinta liga e meias do tipo arrastão. Uma dica interessante é começar com os cabelos presos e soltá-los durante a exibição.

5. Prepare-se para aguçar todos os sentidos dele

Como o próprio nome “striptease” sugere, este é um jogo de provocação, no qual aquele que assiste pode desfrutar de quase todos os sentidos, menos o tato, o que faz com que todos os outros fiquem mais aguçados.

A visão é sem dúvidas o principal sentido estimulado no striptease, portanto, use e abuse do olhar sedutor, sorriso malicioso e movimentos sensuais. Mas cuidado com os exageros. Nada de forçar a barra e fazer caras e bocas sem nenhuma naturalidade.

O sentido da audição fica a cargo da música escolhida por você, daí a importância de realizar uma boa escolha, com um som envolvente e sensual.

O olfato também é muito importante, use um perfume provocante e chegue bem perto do seu parceiro para que ele possa sentí-lo, mas sem encostar.

6. Tenha autoconfiança na hora H

Talvez, essa seja a maior dificuldade das mulheres, mas o fato é que para fazer um bom striptease é preciso ter muita autoconfiança.

Essa é a chave para envolver qualquer homem enquanto você tira a roupa. Mantenha-se segura, faça contato visual com ele a cada movimento. Agora não é hora de pensar se ele está gostando, se você está se saindo bem, ou o que ele está achando da sua apresentação.

Faça movimentos lentos e sensuais combinados ao ritmo da música enquanto tira cada peça, mexa bem os quadris e passe a mão pelo seu corpo. Deixe-se envolver e mantenha os olhos no seu parceiro. Será impossível ele não ficar envolvido.

7. Conheça algumas técnicas para tirar as peças de roupas

Na teoria, a ideia é simples: tirar a roupa enquanto faz movimentos lentos e sensuais. Mas na prática, existem alguns truques e macetes para tornar esse momento mais sexy.

Por exemplo, sempre que você tirar uma peça de roupa, deixe-a cair no chão e empurre a peça sensualmente para o lado com o pé.

Se estiver usando um sobretudo ou robe, encare seu parceiro e desabotoe ou desamarre-o vagarosamente. No caso de camisolas, deixe as alças caírem nos ombros e a camisola cair por baixo, nunca a retire por cima.

Se estiver usando meias 7/8, tire o sapato, apoie o pé em uma cadeira de modo que você fique de perfil para ele, mantenha uma posição bem ereta e enrole a meia lentamente até o pé, retirando-a. Os homens ficam loucos com essa cena.

Na hora de tirar o sutiã, a dica é deixa a alça cair sobre os ombros, ficar de costas para ele, abrir o fecho e deixar a peça cair no chão. Não se mostre imediatamente. Cubra os seios com as mãos, vire-se, aproxime-se dele e então se mostre.

8. Termine com um grand finale!

A calcinha é sempre a última peça a ser retirada, por isso, vale fazer um suspense.

Passe as mãos nas coxas e virilha, passe o dedo por dentro da calcinha, insinue-se. Vire de costas, ameace descer um pouco a lingerie e desista. Algumas mulheres preferem deixar que o parceiro tire a calcinha, outras preferem tirar. Se optar por tirar, faça-o bem lentamente, de costas, mas sem perder o contato visual.

A partir daí, aproxime-se do seu parceiro e deixe que ele finalmente te toque. A essa altura ele já estará explodindo de tesão e é só partir para ação!

É legal lembrar que fazer um bom striptease não é apenas um agrado para o seu parceiro. É uma forma de estreitar os laços de intimidade. E há outro lado nessa dança sensual. Fazer um striptease é uma forma de explorar a sua essência feminina, valorizar o seu corpo e se sentir mais bonita, desejada e empoderada. Ou seja, é bom para o seu parceiro e para a sua autoestima!

Fonte: Tudo ela

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

 

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário