Inversão de papéis!

deitada-na-cama

Ter a fantasia de inverter os papéis na cama não significa que um homem tenha desejos homossexuais

Acessório erótico geralmente associado ao sexo entre lésbicas, a cinta peniana permite que o corpo feminino proporcione o prazer provocado pela penetração e vem sendo adotada também por casais heterossexuais que buscam sensações diferentes na cama.

De formatos, texturas, dimensões e tecnologias variadas, – algumas contam com vibrador – a cinta traz um pênis artificial acoplado e serve basicamente para que homens e mulheres possam trocar de papéis na transa.

A brincadeira não interfere na sexualidade e nos papéis de cada um no cotidiano familiar, social ou profissional, e pode incrementar a intimidade e o relacionamento.

No entanto, algumas questões merecem ser analisadas antes de tentar a prática.

Segundo Oswaldo Rodrigues Junior, terapeuta sexual e diretor do Inpasex (Instituto Paulista de Sexualidade), culturalmente aprendemos a enxergar os homens como viris, seres que dão ordens e são obedecidos, e as mulheres como submissas.

Para muitas pessoas, entretanto, seguir os papéis que a sociedade impõe tem um custo emocional alto. Por isso, em algumas situações elas buscam exercer o papel oposto ao exigido, o que se denomina inversão de papéis.

“Isso leva alguns casais a usarem as cintas penianas nas atividades sexuais”, explica o psicólogo.

Os homens podem se deixar conduzir, enquanto as mulheres se sentem mais poderosas, masculinizadas, no comando da situação.

Há, evidentemente, o aspecto físico:
vários homens sentem prazer com a estimulação anal, sem que isso inclua desejos homossexuais.
O tesão é pela parceira, e é ela quem deve realizar a penetração.

A terapeuta sexual Arlete Girello Gavranic, coordenadora do curso de pós-graduação em Educação e Terapia Sexual do Isexp (Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática), conta que nem todos os homens conseguem experimentar essa vivência facilmente.

“Alguns evitam até fantasiar a situação, pois têm receio de que isso signifique um desejo homossexual. Muitos homens nem permitem carícias na região do períneo ou do ânus com medo de sentir excitação”, diz.

Uma pena, segundo ela, porque a região é rica em terminações nervosas e, portanto, muito sensível do ponto de vista erógeno.

“O fato de ser penetrado não significa que um homem é menos ou mais viril. É apenas uma forma diferente de sentir prazer”, completa a psicóloga e terapeuta sexual Carla Cecarello, presidente da ABS (Associação Brasileira de Sexualidade).

Não se pode ignorar que existem aqueles que sentem vontade de transar com outro homem, e ficam somente no plano da fantasia.

“Homens que têm dúvidas sobre as próprias preferências sexuais provavelmente terão preocupações sobre ser ou não ser heterossexuais com essas brincadeiras”, conta Oswaldo.

Às vezes, tais questionamentos também acometem as mulheres, que colocam em dúvida a masculinidade do parceiro caso seja ele quem tome a iniciativa de propor a cinta peniana.

Várias das que encaram a experiência, porém, acabam gostando de vivenciar um certo poder sobre o outro.
Outras já não se preocupam em ser poderosas, mas sim em criar uma situação satisfatória e de intimidade com o parceiro.

Uma questão crucial antes de investir no acessório é se o uso recorrente da cinta peniana pode atrapalhar a vida sexual do casal.
Se ela for satisfatória para os dois, não há problema nenhum. Como sempre, a resposta está em usar o bom senso.

“Essa é uma prática que apimenta a relação e, portanto, o ideal é que seja eventual. Se passa a ser frequente, a espontaneidade para outras formas de obtenção de prazer fica comprometida e corre-se o risco de o casal entrar em conflitos por conta disso”, fala Carla Cecarello.

E se o brinquedo representar a satisfação de necessidades apenas de um dos dois, certamente vão surgir problemas depois de algum tempo de prática. De acordo com o terapeuta sexual Oswaldo Rodrigues, é importante conversar bastante antes de experimentar a cinta.

“Muitas coisas devem ficar apenas na fantasia do casal. E não basta imaginar que será prazeroso. É necessário reconhecer os limites individuais e discutir como não transpô-los e evitar danos um ao outro, além de levantar as possíveis consequências e o que farão com elas”, afirma o especialista.

Autora: Heloísa Noronha
do UOL, em São Paulo

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

 

Anúncios
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

GINÁSTICA INTIMA, CONHEÇA OS BENEFÍCIOS DO POMPOARISMO

pompoarismo

O Pompoarismo é uma técnica milenar que fortalece os músculos vaginais e melhora o desempenho sexual, além de aumentar o prazer feminino e masculino o exercício previne doenças.

É uma técnica que consiste na contração e relaxamento dos músculos da vagina e do períneo para o aumento do prazer sexual. O exercício aumenta o fluxo de sangue na região e a sensibilidade da área pélvica o que eleva a excitação, proporcionando orgasmos intensos e diferentes sensações ao parceiro.

Os exercícios devem ser feitos diariamente, para que os músculos possam se adaptar e ir ganhando mais força elevando níveis como básico, intermediário e avançado.

Os benefícios do Pompoarismo

– Melhora a lubrificação, aumenta a irrigação;

– Melhora a quantidade e qualidade dos orgasmos;

– Aumenta a libido;

– Retarda a ejaculação do parceiro e até mesmo acelera, dependendo dos movimentos pélvicos;

– Melhora a autoestima;

Além da melhora sexual, a prática do pompoarismo melhora também a gravidez e o parto ajudando a fortalecer os músculos que seguram o útero e a barriga.

Alguns exercícios simples que podem ser feitos diariamente para contração do períneo:

#DicasSabordoamor

– Deitar ou sentar em um lugar calmo e confortável respiração lenta e profunda durante alguns segundos.

– Contrair fortemente a musculatura do assoalho pélvico mantendo por 2 segundos, você pode sentir a contração fechando o ânus e a vagina como se estivesse puxando toda a região pra dentro.

– Após 2 segundos, relaxe o músculo e descanse por 8 segundos

– Os passos acima devem ser repetidos de 8 a 10 vezes consecutivas, na última contração você deve segurar de 8 a 10 segundos seguidos.

Os exercícios devem ser realizados diariamente para fortalecer os músculos do assoalho pélvico. Durante a realização dos exercícios, certifique-se que não está contraindo a musculatura do abdômen, que é comum com mulheres com a musculatura assoalho pélvico fraco.

Com a prática os níveis vão aumentando podendo utilizar Kits de pompoarismo, respeitando claro sua musculatura e evolução.

Abaixo podemos ver alguns exemplos de acessórios de Pompoarismo.

bolinhasgrandest1

cones diversos

 

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Veja dez importantes dicas para fazer o melhor sexo da sua vida

beijo3

Para que o sexo entre homem e mulher seja prazeroso para ambos, é essencial que os dois se dediquem. Que um aprenda o que o outro gosta e que sintam tesão um no outro, que se encantem com a ideia de dar prazer a outra pessoa.

“O sexo é uma das partes importantes da nossa vida e deve ser feito com prazer e liberdade para que seus efeitos, químicos e psíquicos, sejam realmente benéficos” diz a psicóloga Dirce Perissinotti, do Centro de Dor do Hospital 9 de Julho.

Ela também ressalta que um bom relacionamento com qualidade de vida sexual ajuda a mulher a ter mais autoestima e melhor saúde. Que não há posição certa ou errada, pois o que importa é que os dois possam usufruir deste momento de intimidade. E, para isso, é necessário que o casal possa se permitir o prazer. Nossa sociedade, apesar de toda a evolução ainda é muito fechada para o tema, esclarece a especialista.

Essa liberdade é muito importante para que a atividade flua de modo gostoso e não se torne um fardo ou uma obrigação, especialmente quando se trata de casais que estão há mais tempo juntos.

Vale ficar atenta também para o fato de que homens machistas e egoístas tendem a ser maus parceiros de cama, pois em geral não se preocupam com o prazer da parceira e acreditam que a mulher tem a obrigação de dar prazer ao homem e ser seu objeto sexual sempre que ele quiser. Fuja destes tipos!

A responsabilidade por um sexo bom é dos dois e se a sintonia, a dedicação e a cumplicidade for equilibrada entre vocês, as chances de terem relações muito prazerosas é maior. E para turbinar ainda mais essa química sexual, vale a pena seguir as dez dicas a seguir:

  1. Masturbe-se.Não adianta fugir disso. Sem dúvida é a melhor maneira de descobrir o que realmente te dá prazer. Não tenha medo! Compre um vibrador discreto e use-o no clitóris. Você ainda vai me agradecer por isso algum dia.
  2. Compre lingerie.Colocar uma lingerie nova pode te ajudar a se sentir mais sexy ou até mesmo a liberar um lado seu que você ainda não conhecia. Lembre-se: você merece se sentir bem com o corpo que tem, não fique com neuras. Coloque aquele conjuntinho sensual e “se sinta”!
  3. Faça o aquecimento.Nem sempre estamos preparados imediatamente para o sexo e isso vale tanto para homens quanto para mulheres. Por isso, vale a pena aquecer as máquinas com um papo sexy ou mensagens de texto provocantes. Se você for ousada e confiar no parceiro, vale até mesmo mandar aquela selfie nua ou semi-nua para deixa-lo louquinho por você. E pedir que ele mande uma também!
  4. Leve comida para a cama.Incluir morangos, chantilly e outras gostosuras pode apimentar o momento. E se você tem dificuldade em fazer sexo oral nele por causa do sabor, essa é uma boa tática para você conseguir cair de boca sem ficar com nojo do gosto. E se quiser causar nele algumas sensações diferentes, experimente incluir uma bala de menta forte.
  5. Aposte no role-play e nas fantasias eróticas.Role-play é a atividade que envolve fingir que você e ele são outras pessoas e isso pode ser muito excitante para o casal. Você pode fingir que é uma desconhecida, por exemplo. Abusem da imaginação para turbinar a vida sexual. E para deixar isso ainda mais interessante, vocês podem também usar fantasias eróticas.
  6. Não tirem toda a roupa.Quer ver o seu homem subir pelas paredes de loucura por você? Coloque um vestidinho curto bem sexy, salto alto e uma maquiagem provocante. Mas esqueça calcinha e sutiã! Façam sexo assim mesmo. Meio vestidos. O quarto ficará em chamas!
  7. Assistam pornografia juntos.Em meio a tantas categorias existentes nos sites de vídeos eróticos, com certeza existe uma que ele e você vão gostar. Façam isso juntos para criar ainda mais cumplicidade entre vocês.
  8. Compre um dado de posições.Se vocês praticamente se esquecem de trocar de posições de vez em quando, o dado pode ajudar. Usem o acessório sempre que possível para experimentarem outras opções.
  9. Não faça sexo sem estar preparada.O sexo sem a lubrificação natural da mulher e sem você estar totalmente excitada pode ser até mesmo traumatizante. Não faça sexo só porque o seu parceiro está a fim. Respeite suas próprias vontades. E respeite-o quando ele brochar ou não estiver a fim.
  10. Fale, fale, fale!Diga a ele o que você gosta, não se intimide. Se ele está fazendo algo errado, guie-o para que ele aprenda a te dar prazer. Cada ser humano é diferente e sente prazer de formas diferentes, por isso é essencial deixá-lo bem informado sobre suas preferências.

Fonte: Fonte: Dicas de Mulher

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Com beijo e tudo! Casal de lésbicas é destaque em comercial da Natura para o Dia dos Namorados

 

lesbicasA marca de cosméticos  Natura não cansa de ser maravilhosa e acaba de dar mais um close certo com a comunidade LGBT.

De olho nas vendas do dia dos namorados, a Natura incluiu um casal de lésbicas para celebrar o amor e a diversidade.

O comercial, lançado na terça-feira, 16, intitulado “Simpatia para amarrar o seu amor” e foi bastante elogiado nas redes sociais.

Confira o lacre da Natura que não teve medo e incluiu um beijão em seu comercial:

Fonte: observatoriog

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Eleve o nível! Dicas para se tornar especialista em sexo oral mais!

orgasmo

Sexo oral para ela:

Dê muita atenção ao clitóris

O clitóris é a chave do prazer dela. São oito mil terminações nervosas só nessa região, o dobro das áreas sensíveis do pênis. Aliás, para saber se a mulher está gostando, observar o clitóris é uma boa pedida: ele vai ficando mais inchado à medida que aumenta o nível de excitação.

Cuidado com movimentos bruscos

O ideal é que a língua realize toques suaves. Embora o clitóris seja “o” local, não é para focar apenas nele e nem para pressioná-lo com muita firmeza – o que ocasionaria dor, em vez de prazer. Melhor que isso é trabalhar ao redor dele, alternando movimentos com a língua.

Imagine beijar a vagina

Experimente fazer o sexo oral como se estivesse beijando uma boca. Não só a língua deve trabalhar, mas também os lábios. Coloque a boca no topo da fenda vaginal e, com a língua, passe a fazer um movimento ascendente, internamente. Beije toda a área e os grandes lábios para proporcionar muito prazer à ela.

Comece com a calcinha

Uma dica é evoluir bem devagar nas preliminares. Funciona, por exemplo, beijar a virilha ainda com a calcinha, e, depois, usar as mãos para apertar as coxas dela. Na sequência, beije a vagina sobre a calcinha, puxe a calcinha para o lado, passe a língua e volte a posicionar a calcinha no lugar. Esse jogo de vai, mas não vai, pode potencializar o desejo dela.

Movimente-se durante o oral

Toque os seios dela e puxe o quadril dela contra o seu rosto, sem medo de se lambuzar. As mulheres, quando estão plenamente excitadas, abrem mais as pernas e movimentam o quadril em direção à boca do par.

               

Ritmo é fundamental

Manter o ritmo da estimulação é bastante importante para fazer a mulher gozar. Para não cansar, você pode começar alternando velocidades e fazendo pausas. Mas, na hora em que ela estiver próxima de atingir o orgasmo –com a respiração alterada e mordendo os lábios -, apenas siga em frente, numa constante, para prolongar o prazer.

               

Penetre-a com o dedo

Com o dedo médio, é possível penetrar a mulher, com o intuito de pressionar o ponto G, ao mesmo tempo em que a boca estimula o clitóris. Só é preciso certificar-se de que a área está lubrificada antes de usar as mãos — para garantir o prazer dela, sem nenhum tipo de incômodo. O melhor é colocar o dedo curvo na vagina, com a palma da mão virada para cima,

               

Aproveite o que os sex shops têm de bom

Os géis térmicos ajudam, porque vão esquentar e sensibilizar a vagina. Há, também, os cremes que causam formigamento, os chamados vibradores líquidos. Durante o sexo oral, recorrer ao vibrador tradicional para estimular diferentes regiões da vagina também é uma boa alternativa e vai colaborar para aumentar a sensação de prazer dela.

Sexo oral para ele:

Explore todas as zonas de prazer

As áreas mais excitantes para eles são a glande (a cabeça do pau), o frênulo (o freio que está entre a pele e a glande) e o períneo (região entre o escroto e o ânus). Para estimular esse último ponto, no entanto, é preciso cautela, principalmente se ele nunca foi tocado durante a relação. Há homens que temem o estímulo anal, muitas vezes, por puro preconceito.

Glande e períneo ao mesmo tempo

Experimente estimular simultaneamente, usando a boca e as mãos. Chupe a glande e o comprimento do pau todo, ao mesmo tempo em que faz movimentos circulares, suaves, com o dedo polegar, sobre a região do períneo.

       

Usa a técnica de “torcer calcinha”

Também vale alternar carinhos aplicados com a boca e com as mãos, para intensificar o prazer. O movimento feito com as mãos para torcer uma calcinha, por exemplo, pode ser repetido em volta do pênis, entre um movimento de sucção com a boca e outro. Nesse caso, uma mão deverá ser colocada cerca de dois centímetros abaixo da cabeça do pau, enquanto a outra ficará na base. Ao rotacioná-las para lados contrários, aplicando pressão moderada, a excitação dele chegará ao grau máximo.

Prolongue a experiência

Sempre que sentir que ele está perto de gozar, você pode deixar de chupar e passar a beijar alguma outra parte do corpo. Mas é preciso manter as mãos no pau para não cortar o clima. Ao perceber que ele se recuperou, volte para o oral. Mas procure não retardar o orgasmo do moço mais do quatro  vezes –a partir daí, a experiência pode ser dolorosa para ele. Quando chegar a hora de gozar, aperte um pouco o pênis, para intensificar o orgasmo.

       

Molhe e seque

Não economize na saliva: muitos homens fantasiam com o pau completamente encharcado. Você também pode umedecer as mãos com lubrificante comestível. O segredo é descer com a boca aberta, molhando todo o pênis. Em seguida, subir sugando todo o líquido.

Testículos,  não se esqueça deles

Embora esquecidos por muitos durante o sexo oral, eles são uma fonte de prazer e tanto. A dica é abocanhá-los, com cuidado, enquanto as mãos estão no pau. Como os testículos ficam um pouco mais rígidos com o pênis ereto, é possível chupá-los suavemente, ou apenas rode a língua em volta deles.

            

Observe o que ele gosta

Para ser ainda mais prazeroso, o sexo oral deve ter um ritmo constante. Mas é bacana ele ditar a velocidade desses movimentos. Para descobrir como ele gosta de ser estimulado, vale pedir que o seu par se masturbe na sua frente. É a oportunidade de perceber se ele prefere movimentos mais rápidos ou mais lentos, por exemplo.

Conte com os acessórios certos

O acessório Egg, da marca japonesa Tenga, pode ser usado durante o sexo oral, entre um movimento de sucção e outro. Trata-se de um ovo com abertura, feito de material flexível, que é encaixado no pau. O interior do acessório é texturizado, para aumentar a sensação de prazer. Há, também, sprays que tiram a sensibilidade da garganta e permitem colocar uma porção maior do pênis na boca, como é o caso do produto Mais Profunda, vendido pela marca brasileira  INTT COSMÉTICOS

 Fonte: Uol

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

8 DICAS PARA MELHORAR SEU RELACIONAMENTO E VIDA SEXUAL

relacao1

Quando falamos de relacionamento, para muitas pessoas vem logo a imagem e a conotação sexual que envolve esse conceito. Sem dúvida, o sexo faz parte de uma das formas das pessoas se relacionarem. É um tema pelo qual muita gente se interessa, afinal de contas, sexo é vida, é prazer, é amor, é troca de experiências e muitas outras facetas que podem ser exploradas.

Relacionamento é um conceito mais amplo que a atividade sexual. Quando aplicado a pares de todos os gêneros sexuais possíveis, também pode se tornar uma forma de  interação sexual. Por exemplo, um beijo afetuoso ou romântico entre os parceiros, embora não seja o ato sexual completo, com penetração e todas as fantasias que mulheres e homens podem ter, também pode ser uma forma de relacionamento amoroso.

O sexo vaginal, oral ou qualquer outra forma que você possa imaginar, para mim é a cereja do bolo desse grande tema que é o relacionamento interpessoal amoroso.

Aliás, relacionamento pode ser definido como: A ligação afetiva, profissional ou de amizade entre pessoas que se unem com os mesmos objetivos e interesses.

Todo tipo de relacionamento envolve convivência, comunicação e atitudes que devem ser recíprocas. Quando uma das partes não desenvolve os atributos necessários para uma boa convivência, o relacionamento se torna difícil.

Para dar uma apimentada na sua relação, selecionamos 8 dicas da psicóloga Dra. Juliana Amaral, em artigo escrito para o blog, Par Perfeito. Confiram:

1) Fundamental estar feliz com seu corpo: Se achar bonita e sensual, mesmo que você esteja fora dos “padrões”. Essa certeza precisa vir de você e não do que te dizem.

  2) Na correria do dia a dia, o sexo muitas vezes perde sua vez: Para que ele não fique em segundo plano, encontre espaço para que ele exista. Deixe a preguiça de lado e em períodos de maior cansaço não se preocupe tanto com a performance, apenas entenda que ele pode ser simples e um bom momento de relaxamento do turbilhão dos dias.

 3) Fantasiar, se sentir livre: Ficar travada ou presa ao que se imagina que o parceiro espera de você é uma bobagem. Importante que seja um momento sem amarras. Valorize o que te faz bem e não apenas o que faz bem ao outro. O seu jeito pode ser muito interessante, mostre isso a ele.

 4) Manter diálogos abertos com seu parceiro sobre as preferências a dois: Nesse ponto é bem importante que conheça seu corpo, suas zonas de prazer ou erógenas como são chamadas. Muitas pessoas desconhecem o corpo e todo o potencial que ele tem de gerar prazer.

 5) Saiba quais são seus limites e o que não lhe dá prazer: Não pode acontecer um ato forçado apenas porque o outro deseja, é uma troca. Porém esteja aberta a criatividade e sugestões, contanto que não te causem desconforto.

6) Deixe de lado o manual e fique livre para experimentar: Não há nada de errado, isso ajudará inclusive a se conhecer melhor e ter certeza de suas preferências.

7) Em termos práticos, tenha à mão camisinhas e o que mais precisar que garanta sua saúde e a de seu parceiro: Sua saúde íntima também deve estar em dia. São alguns detalhes que se não forem cuidados podem gerar obstáculos trazendo medos, dor ou desconforto.

8) Desconecte-se do mundo ao seu redor: O mundo tecnológico está cada vez mais convidativo e pessoas cada vez mais conectadas à seus celulares e gadgets. Sexo não combina com toda essa tecnologia, é um encontro a dois. Permita-se estar inteira para curtir a relação.

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Traição é uma escolha?

coraçaotraido

Será que estamos todos condenados e condicionados à traição? Certa vez li uma frase que me fez pensar sobre o assunto:

” Onde há monogamia há traição.”

Arrisco a dizer que quem afirmou tal condição certamente é o traidor ou o traído pois há pensamentos contrários, e provas-cabais diante de tal alegação.

Porém, analisando a natureza, que não só a do homem, é possível reconhecer que a monogamia é algo que não constitui o meio animal. Se os animais soubesse responder, não saberiam o que essa palavra significaria.

Não há chance disso ocorrer na natureza, pois lá, variedade é a palavra de ordem e isso pode ser melhor observado em laboratório, por exemplo: A freqüência sexual de um hamster macho cai rapidamente quando ele conta com apenas uma fêmea; torna-se lento, pouco receptivo, entediado. Porém, quando se introduz mais uma fêmea no pedaço, ele volta a apresentar apetite sexual. ( Identificações?)

As aves também não constituem fidelidade, e os famosos pinguins, lembrados por suas relações monogâmicas também fogem à regra: Estudos feitos com aves mostraram que, em 90% das espécies de aves monogâmicas, há relacionamentos extraconjugais.

Mas afinal, não somos aves nem hamsters, somos seres humanos com composições cerebrais diferentes e isso pode significar não só uma mudança de comportamento genético como social também.

A fidelidade entrou em questão inicialmente para preservar o direito da herança e dos patrimônios. Depois, percebeu-se de que ela era uma condição para o bom convívio dos casais e para a geração da prole.

A monogamia pode até ter sido uma invenção da sociedade, mas aliado ao amor, trouxe mais significado e valor às uniões.

Trair em tempos de monogamia representa mais uma fuga ou uma justificativa para carência, vingança ou simplesmente fraqueza. Há quem diga que isso representa mesmo a canalhice…

O autor e dramaturgo Nelson Rodrigues tinha uma composição ácida sobre o tema, e afirmava em suas obras que toda mulher era uma adúltera. Ele foi certeiro em afirmar que “ só o inimigo não trai nunca.”

De fato, a traição nunca vem de um estranho mas de quem amamos e depositamos total confiança e acesso aos nossos sentimentos. No século dezenove o escritor Henry de Montherlant também afirmava :“vivam os meus inimigos! Eles, ao menos, não me podem trair.”

Talvez , lidar com a intimidade seja também uma “desculpa” ou justificativa para a traição, pois relacionamento é a oportunidade para mergulharmos principalmente em nós mesmos, enfrentarmos nossas próprias questões, nos vermos no outro, mesmo não tendo esta consciência.

E falando em oportunidade , é esta quem faz o traidor.

Relação é feita de bases concretas e ligações de respeito, se há falta dele, toda a estrutura se rompe. E que quer viver num ambiente frágil e inseguro?

A traição existe de fato, e elas inspiram canções, novelas, roteiros, e desperta a maior audiência do público consumidor de polêmicas da vida. Mas viver e sentir a dor da traição não é nenhuma ficção, é real demais e pior, pode deixar marcas.

Afinal, somos seres poligâmicos ou monogâmicos?

Arrisco a dizer que poligamia pode ser da natureza humana, já a traição não.

Amor e respeito são da natureza humana, são esferas elevadas de consciência. Fugir disso é reduzir o pensamento a um plano mental inferior. Se a poligamia não for algo de comum acordo, não acredito que traição seja algo inteligente. Questiono tal ser humano.

E você, ainda acredita no amor?

Texto:  Anieli Talon

Aproveite bem as nossas dicas! Não esqueçam de entrar em nossa loja virtual http://www.sabordoamor.com.br/

Publicado em beijo, casal, Sem categoria, sexo, Traição | Deixe um comentário